Meu encontro com Raimundo Nonato

Publicado por | março 20, 2018 | Gente que corre | Nenhum Comentário

A lenda diz que ele saiu do útero da sua mãe já morta, através de uma cesariana, algo incomum para a época (século XIII). O bebê sobreviveu, por um milagre. E a força como veio ao mundo pode ter despertado seu lado guerreiro – tanto que foi canonizado por ter lutado contra a escravidão (mesmo não sendo de origem africana), na época considerada natural. Seu nome? Raimundo Nonato – já que “non nato”, em latim, significa “não nascido”. Virou o santo das obstetras e parteiras, que comemoram a data no dia 31 de agosto.

Cristo canonizando São Raimundo Nonato

Cristo canonizando São Raimundo Nonato

Nonato, que viveu entre 1204 e 1240 na Catalunha, canonizado em 1657 pelo Papa Alexandre VII, é o nome de muitos brasileiros e virou até nome de uma cidade do Piauí. E no domingo passado, num calor escaldante de Porto Alegre veranil, conheci o primeiro deles em plena Avenida Carlos Gomes. De longe, o avistei. Carregava umas cinco malas grandes presas ao quadro da bicicleta, capacete, mochila, chapéu de Crocodilo Dundee e um mapa preso ao extensor do bagageiro. A cena despertou minha atenção. Quando fui ultrapassá-lo, não me segurei. Desconfiava que ali residia uma ótima história (cacoete de jornalista que já foi repórter de campo):

- Tá vindo da onde? – perguntei.

- De Punta Arenas, no Chile – respondeu, parando a bike.

Hein? Cuma??? Parei meu GPS na hora. O carinha já tinha pedalado mais de 4 mil quilômetros. E dali, iria até o Chuí (mais 518 quilômetros).

E aí ele começou a contar sobre sua saga. Já sucumbiu às drogas, foi pro fundo do poço. Ressurgiu das cinzas e prometeu a si mesmo superar a fase de angústia e depressão.

- Quis mostrar que sou mais forte do que tudo isso – falou, com sotaque carregado, já que mora em território chileno a muitos anos.

Raimundo, 51 anos, trabalha como encanador hidráulico. Ganha dois salários mínimos, em média, por mês. Atualmente, o salário mínimo do Chile é de cerca de 250 mil pesos, o que representa pouco mais de R$ 1.200,00. Ganha o suficiente para se sustentar, mas está longe de ter condições de ficar em bons hotéis. Se vira como dá. Vai pedalando, parando, encontrando gente que acolhe. Um dia de cada vez, quilômetro por quilômetro.

Os perrengues são inúmeros. No domingo, quando o encontrei, usava uma sandália no pé esquerdo, enfaixado. Havia sido atropelado por uma carreta. A pior parte da aventura, sem dúvida, é a situação precária das estradas e de uma estrutura para pedalar sossegado. Fome, sede, cansaço. Sol que castiga. Sua pele já apresentava queimaduras severas. Mas ele não tinha reclamação alguma a fazer, nem de fraqueza física ou mental. Parecia muito tranquilo e obstinado no seu objetivo.

- Tenho certeza que tem muito mais coisas entre o céu e a terra que desconhecemos – filosofou, em pleno asfalto escaldante do meio-dia.

 

A bike de fé do maluco denuncia a aventura

A bike de fé do maluco denuncia a aventura

 

Assim como Raimundo Nonato que virou santo (e Raimundo tem origem a partir do germânico Ragnemundus, formado pela união dos elementos ragin, que significa “conselho”, e mundo que quer dizer “proteção”, e significa “sábio protetor”, “aquele que protege com seus conselhos”), o brasileirinho radicado no Chile deixou uma lição para mim naquele dia.

Pensei sobre o destino de cada um de nós; sobre nossas escolhas; nossa capacidade de superar fases ruins com tranquilidade e amor no coração; na resiliência; na atitude perante a vida. De como estamos sozinhos nesse mundão, porém tão próximos de tanta gente bacana. Basta ter olhos para enxergar além do horizonte. Números? O que são números? Aquelas placas indicando quilômetros não são nada diante da poderosa força que temos de dar mais um passo ou pedalar mais uma vez.

Raimundo fez eu ter certeza de que o impossível é, certamente, apenas uma questão de opinião.

 

 

Claro que tiramos uma fotinho do nosso inusitado encontro

Claro que tiramos uma fotinho do nosso inusitado encontro

 

Boa jornada, guerreiro!

( ;

 

RAIMUNDO2

 

Deixe seu Comentário

Seu e-mail não será publicado.