TTT 2015: dicas para enfrentar o desafio

Publicado por | novembro 04, 2014 | Caminho das pedras | 3 Comentários

ttt_3

31 de janeiro de 2015. Esta é a data para a 11ª edição da clássica Travessia Torres-Tramandaí (TTT), uma das mais cobiçadas provas de revezamento do Rio Grande do Sul e, para os ultramaratonistas, desafio obrigatório pelo menos uma vez na vida. Já corri três vezes a prova sozinha e uma em duplas, e em todas elas saí com um troféu de campeã. Achei que não iria enfrentar novamente o perrengue, mas quando vi, estava inscrita.

Para quem irá debutar na orla gaúcha nas distâncias menores – quartetos e octetos -, bem como quem for mais arrojado e se inscreveu em duplas ou na categoria solo, há dicas e macetes que poderão ajudar bastante e dar mais segurança para cruzar a linha de chegada exibindo aquele sorrisão. Irei mesclar algumas impressões e dar detalhes da minha experiência, porém contarei com a ajuda de professores de educação física experientes em montar planilhas de treino e, claro, que já enfiaram seus lindos pés na areia fofa que separa os dois balneários ao longo de seus 82 quilômetros.

Um deles é Luciano D’Arriaga, da Integra Pró-Saúde, ultramaratonista dos bons. O “Lu” tem no currículo provas de peso como a Patagônia Run 100km, já correu a TTT sozinho em menos de oito horas – tendo ficado entre os 10 primeiros -, ganhou o desafio 24 Horas na Esteira em 2013 e atualmente divulga os resultados de um estudo inédito com ultras presentes na edição de 2013 (inclusive, ele não correu para ficar tirando amostras de sangue dos atletas com seus colegas do mestrado). Outro é Claiton Lenz, do grupo Galgos, de Lajeado, maratonista sub-3h em Santiago 2014 e colaborador da revista Contra-Relógio.

Claro que haverá outros profissionais que serão consultados, mas para o início é isso. Peço que todos enviem suas dúvidas e comentários para que possamos enriquecer ao máximo essa troca de experiências.

A partir de amanhã, vocês poderão conferir dicas de treinamento aqui no blog Santa Corrida nesse período pré-TTT, primeiramente com foco nos quartetos e octetos. A ideia é otimizar ao máximo o tempo nesses três meses que faltam e dar todas as “barbadas” que só amigo dá!

Vamos nessa?

( :

 

 

 

 

3 Comentários

  • Ricardo Jauris Franco disse:

    Com certeza agora poderei tirar as minhas principais dúvidas para TTT, muito bom, ou melhor, excelente a criação desse espaço.
    Sugarei todas as dicas (km por km ….rsrsrsrs) para tentar completar solo essa prova.
    Abs
    Att
    Ricardo

  • Gabriel von der Heyde disse:

    Daniela , fiz a prova ano passado solo e me preparei muito. Corri todo o tempo controlando não o pace mas a frequência cardiaca (49anos..) e terminei muito bem parecendo que completei prova de 10k, na de 2015 pretendia fazer um bom tempo mas tentei inscrever em agosto e não haviam mais vagas.Fiquei muito triste e vou acompanhar a prova assistindo com uma super inveja saudável. Boa prova para ti e para todos!

  • Eduardo disse:

    Gostaria de saber a opiniao de ambos os profissionais.
    1-Considerando uma pessoa que quer completar a prova na modalidade UlTTTra, sem pretenção de primeiras colocações, mas quer terminar bem, sem sofrimento por falta de treinamento, qual o momento (em relação a data da prova) para atingir o pico maximo de volume, e qual deve ser o maior longo em km.
    2- é aconselhável reforço muscular com pesos? Visando mais resistência ou força?